Despido, ele foi torturado por 40 minutos

Na última sexta-feira (25), um adolescente de 16 anos foi espancado por seguranças da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) na estação Corinthians-Itaquera.

Segundo o jovem, ele e um amigo só tinham um bilhete para embarcar e, após pedir dinheiro para comprar o outro, sem sucesso, eles decidiram pular as catracas.

Eles foram pegos, torturados e espancados por sete seguranças da empresa.

A companhia se manifestou sobre o caso e disse: “A CPTM não admite e não compactua com casos de violência”.

A CPTM é uma empresa comandado pelo governo tucano João Doria.

Carregar mais notícias
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Vejam também

AI-5: Que história é essa?

Após a declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro de que se a esquerda radicalizar, …