A Secretaria-Geral da Presidência da República informou hoje (3) que foi vetado integralmente o Projeto de Lei 1.826/2020, que obrigava o governo federal a pagar indenização a profissionais de saúde que ficassem permanentemente incapacitados para o trabalho devido à pandemia da covid-19. Segundo o órgão, a norma foi vetada por razões jurídicas.

Segundo a secretaria, o projeto criava medidas proibidas por lei, como aprovação de despesa continuada durante a pandemia, falta de apresentação do impacto financeiro do benefício, além de ser inconstitucional pelo fato de o Congresso criar benefícios para outros agentes federais.

Nos bastidores, deputados e senadores alegaram que não houve esforço do governo em encontrar uma saída para aprovar a medida, que já tinha sido discutida no Congresso.

O veto deve ser publicado na edição do Diário Oficial da União de amanhã (4).

Com informações da Agência Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Vejam também

Prerrogativas lança “O livro das suspeições”

Do prerrogativas – O Livro das Suspeições reúne 34 artigos originais de juristas e advogad…