O Ministério Público Federal apresentou ação civil pública que expõe as diversas declarações discriminatórias do governo de Jair Bolsonaro contra as mulheres.

Segundo reportagem do jornal Estado de S.Paulo, a  Procuradoria destaca que desde o início da atual gestão, integrantes do governo já proferiram uma série de declarações e atos administrativos que revelam um viés preconceituoso e discriminatório contra o público feminino, reforçando estigmas e estimulando a violência.

O MPF pede à Justiça Federal o imediato bloqueio de pelo menos R$ 10 milhões no orçamento federal com destinação dos valores para campanhas de conscientização sobre os direitos das mulheres e ainda requer que a União seja condenada ao pagamento de R$ 5 milhões ao Fundo de Direitos Difusos, a título de indenização por danos sociais e morais coletivos.

Carregar mais notícias
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Vejam também

Prerrogativas lança “O livro das suspeições”

Do prerrogativas – O Livro das Suspeições reúne 34 artigos originais de juristas e advogad…