Confiança em serviços online cresce durante a pandemia, segundo ABComm

Belo Horizonte, MG 12/11/2021 – Comodidade e principalmente economia de tempo é o que mais atrai os nossos clientes

Antes restrita aos adultos jovens, o perfil de consumidores online muda e agora, com influência da pandemia do novo coronavírus, também tem forte presença do público da melhor idade.

Durante a pandemia, Raquel que já tem 68 anos de idade e ainda não tinha sido imunizada pelas vacinas, optou por contratar o serviço de lavanderia pela internet. “O medo de sair de casa para ir a uma lavanderia e o de receber uma diarista para lavar e passar minhas roupas em casa me fizeram contratar esses serviços”, diz Raquel.

Ela, que tinha receio de contratar serviços ou comprar produtos pela internet, já faz o mercado, o sacolão, chama o Uber e até assiste à missa, que ocorre de forma online. “No começo eu tinha medo de comprar pela internet, mas depois que adquiri confiança e percebi a comodidade de resolver tudo na tela do celular, não consigo mais parar”, afirma Raquel.

Raquel é apenas uma das inúmeras pessoas que estão mais confiantes e migrando o atendimento presencial para o relacionamento online com as empresas. Em pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 91% dos internautas fazem compras online e o crescimento de pedidos de comida por delivery chegou a 80% de 2019 até agora.

Francieli Lopes, CEO da lavanderia Sua Lavadeira afirma: “a ideia de criar uma lavanderia totalmente online e delivery vem da percepção da migração das necessidades dos consumidores, comodidade e principalmente economia de tempo é o que mais atrai os nossos clientes. Durante a pandemia, percebemos também uma maior aceitação do público da melhor idade, no começo atendíamos principalmente os adultos jovens, entre 25 e 40 anos, agora estamos percebendo um crescimento expressivo em todas as faixas etárias.

A contratação de serviços e compras de produtos pela internet tem um crescimento consistente há alguns anos, com a chegada do novo coronavírus ocorreu um “boom” neste setor. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) de 2019 para 2020 a expectativa de geração de novas lojas online mais que dobrou. Fábio Fialho, diretor da ABComm, também informa que o perfil de consumidores foi ampliado. “Além das pessoas acima dos 55 anos, a gente teve um crescimento das pessoas que tinham uma certa desconfiança ou não viam uma necessidade de compra online”, diz.

Website: http://www.sualavadeira.com.br

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.