Especialistas alertam sobre os benefícios e danos causados ao dormir com o pet

Diadema, SP 25/11/2021 – Para alguns especialistas, a prática é saudável, mas para outros, pode ser arriscada.

Dormir com animal de estimação é uma prática com opinião dividida entre especialistas. Benefícios para a saúde e impactos na qualidade de vida entram em jogo.

Alguns especialistas afirmam que dormir com o pet faz bem para a saúde, já outros, não recomendam a prática para pessoas principalmente, com distúrbios do sono, como a insônia, e/ou com problemas respiratórios. Segundo o portal Terra, um artigo sobre um estudo publicado pela Social Sciences mostrou que pessoas que sofriam de dor crônica e também problemas de sono, descobriram que dormiam melhor com os seus pets. 

De acordo com o autor do estudo, Cary Brown, professor de Medicina de Reabilitação na Universidade de Alberta, entre os resultados de impacto positivo, mais de 80% dos comentários refletiram a crença de que possuir um cachorro tem um efeito benéfico no sono. Os participantes identificaram que a presença do cachorro durante o sono era tranquilizadora, evitava a solidão e reduzia o estresse, a ansiedade e o medo, facilitando o início do sono. Além disso, ajudavam no estabelecimento de uma rotina, alertando que era a hora de dormir.

Já um artigo publicado pela CNN Brasil citou que, dados coletados em 2017 do Centro de Medicina do Sono da Clínica Mayo em Phoenix, informaram que a grande maioria dos donos de animais vistos na clínica permitia que os animais dormissem no quarto. A maior parte considerou a presença do pet como uma perturbação discreta ou, em alguns casos, até benéfica para o sono. Porém, cerca de 20% das pessoas acreditou que a presença do animal prejudicou a noite de sono.

Segundo também o artigo, Vsevolod Polotsky, diretor de pesquisa do sono e professor do departamento de medicina da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins, citou que durante a noite, os animais podem latir, se mover, caminhar sobre a cama, pisar nas pessoas e dessa forma, interromper o sono, levando à fragmentação do mesmo. Polotsk também citou que dormir com o animal de estimação pode ser particularmente prejudicial para pessoas com distúrbios do sono, como a insônia. De acordo com o mesmo, quando o ciclo do sono é interrompido, ele perturba a capacidade do cérebro de se reparar, consolidar memórias e armazenar informações.

Além disso, no artigo, o especialista em sono Raj Dasgupta, professor assistente de medicina clínica na Keck School of Medicine da University of Southern California, citou que alérgicos também devem evitar dormir com os seus pets, pois os alérgenos não estão na pele do animal e sim na saliva. Ou seja, se o alérgico dormir com seu animal de estimação, ficará em média oito horas por noite exposto aos alérgenos e terá como consequência, olhos lacrimejantes e nariz entupido.

Website: https://www.superconforto.com.br/

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.