Franchising em alta impacta o setor de Construção Civil

Campinas, SP 11/11/2021 – As franquias sofrem expansão com o aumento da demanda de consumo e a alta do mercado de franchising expande o acesso a materiais de qualidade

Estudo estima crescimento de 4% no ramo no ano de 2021, ao passo que o franchising de Casa e Construção tem alcançado os melhores índices de crescimento do setor de franquias no país desde ao passado

Uma propaganda de uma marca de biscoitos ficou famosa nos anos 80 trazendo um questionamento que mais tarde se tornaria um paradoxo. “Vende mais porque é fresquinho ou é fresquinho porque vende mais?”. A lógica da causa e efeito em mão dupla pode servir para diversas situações no mundo corporativo, encaixando-se, por exemplo, no atual cenário do setor de Construção Civil. Afinal, o cenário de crescimento no número de novos empreendimentos imobiliários ajuda a alavancar o franchising do setor ou a expansão do número de franquias de Casa e Construção impulsiona novas construções de casas e edifícios?

Os números não deixam dúvidas quanto ao aquecimento do setor da Construção Civil. De acordo com o estudo “Desempenho Econômico da Indústria da Construção do 2º Trimestre de 2021,” realizado pela CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), estima-se que a área cresça 4% neste ano, o maior índice desde 2013. 

Outro indicativo positivo para o setor vem do ICST (Índice de Confiança da Construção), do FGV Ibre (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas): em julho deste ano, foram registrados 95,7 pontos no ranking, maior nível da métrica que estima a segurança de investidores na área desde março de 2014. 

Por fim, dados do Ministério da Economia apontaram que a Construção foi o setor que mais gerou empregos no país nos primeiros dez meses de 2020, com a criação de 138.409 vagas formais, no melhor resultado para o período desde 2013.

Já no contexto do franchising, os indicadores também são bons. Segundo o último boletim da ABF (Associação Brasileira de Franchising), referente ao segundo trimestre de 2021, o crescimento no faturamento do setor deste período em relação ao mesmo período de 2020 foi da ordem de 41,8%.

No acumulado de um ano, considerando a evolução do período compreendido entre o terceiro trimestre de 2019 ao segundo trimestre de 2020 para os doze meses imediatamente posteriores, o crescimento do faturamento foi de 33%, ao passo que o aumento do número de franquias foi de 7,6%.

Setor em alta: franchising avança

Para Diego Demonte, fundador e CEO da Hausz, rede de lojas especializadas em acabamentos para Construção Civil, o aquecimento do setor afeta positivamente todo o mercado imobiliário, incluindo construtoras e varejistas, nas áreas de materiais básicos, acabamentos e itens de decoração. 

Dessa forma, afirma, “as franquias do setor de Casa e Construção sofrem expansão com o aumento da demanda de consumo”. No sentido inverso, prossegue Demonte, “a alta do mercado de franchising expande o acesso a materiais de qualidade para o interior do país, trazendo opções que alguns consumidores antes não possuíam”.

Além dos já citados dados sobre o franchising de Casa e Construção que englobam o primeiro semestre deste ano, os números que compreendem apenas o ano de 2020 do setor mostram a força do segmento no faturamento e na expansão do número de franquias no Brasil: em ambos os indicativos, o setor foi líder de crescimento, com 12,8% e 3,7%, respectivamente. 

“As franquias possuem suporte em todos os departamentos que uma empresa precisa. Um franqueado só precisa cuidar do departamento de vendas, enquanto uma loja tradicional necessita de departamento de compras, logística, transporte, marketing, TI, jurídico e contábil”, diz o executivo.

O CEO da Hausz, por fim, pontua que “com a força da rede de franquias é possível chegar em praças novas, em uma expansão para o interior do país que preenche uma lacuna de mercado existente e pode alterar os hábitos de consumo da região”.

Neste paradoxo de causa e efeito de quem puxa quem na relação entre o franchising e o setor de Construção Civil de forma mais ampla, como na famosa propaganda do biscoito, independentemente de quem tenha protagonismo, quem ganha é o produto – no caso a indústria de Casa e Construção.

Para saber mais, basta acessar o link: https://www.hausz.com.br/

Website: https://hausz.com.br/

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.