Autor mistura ciência e magia em ficção na segunda guerra mundial

Rio de Janeiro, RJ 7/12/2021 –

Álvaro Carneiro lança ficção em cenário de guerra misturando ciência e magia

Ciência e magia parecem dois campos que jamais iriam se misturar, mas o autor Álvaro Carneiro mostra em seu primeiro livro “O Segredo da Águia” que não só se misturam, como a junção de assuntos aparentemente tão divergentes, pode resultar em uma história eletrizante. Tudo isso somado a conflitos, batalhas, traições, patriotismo e espionagem, com a Segunda Guerra Mundial.

A Segunda Guerra Mundial, conflito militar global causado pelo expansionismo e o militarismo que alterou completamente a história da humanidade, teve início em 1939 e em 1945 a Alemanha nazista foi derrotada pela aliança dos Países Aliados. Em “O Segredo da Águia”, o autor Álvaro Carneiro levanta a hipótese de que em 1943 a Alemanha procurasse uma maneira de vencer a guerra juntando, contraditoriamente, a ciência com a magia.

Na narrativa de Álvaro Carneiro, Hitler anuncia as novas armas que virariam o curso da 2ª Guerra Mundial a seu favor, baseado no resultado de uma missão especial para conseguir informações através de antigos rituais de uma civilização extinta para reverter a situação da guerra e dar uma vitória rápida à Alemanha. Com uma missão altamente secreta através da América do Sul, uma verdadeira epopeia através do Brasil, Paraguai, Bolívia e Argentina, um grupo divergente de soldados nazistas esperançosos para atingir um único objetivo: salvar a Alemanha da derrocada final. Uma história repleta de conflitos de liderança, batalhas, traições, patriotismo, companheirismo e espionagem.

O autor faz sua estreia no mercado editorial com seu livro “O Segredo da Águia”. Álvaro Carneiro é engenheiro civil, fotógrafo amador, amante de leitura e entusiasta pela história da 2ª Guerra Mundial.

Website: https://www.autografia.com.br/produto/o-segredo-da-aguia/

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.