Combate a vazamentos é desafio para cidades e profissionais

São Paulo – SP 16/11/2021 –

Vazamentos de água são motivo de preocupação tanto de autoridades, que veem números preocupantes de água desperdiçada, quanto para o cidadão, que pode ter prejuízos com a conta e com a estrutura de seu imóvel. Evento de caça vazamentos discutirá esta e outras questões

Estudo divulgado pelo Instituto Trata Brasil e pela Water.org em junho deste ano mostra que o desperdício de água aumentou pelo terceiro ano seguido no Brasil. Números de 2015 apontavam 36,7%, já 2018, ano com dados mais recentes, mostram 38,5% de água. O levantamento ilustra que a cada 100 litros de água que é tratada para se tornar potável, quase 40 são perdidos devido a vazamento nas redes, erros de leitura de hidrômetros, fraudes, bem como os chamados “gatos”.

A questão dos vazamentos afeta as empresas de saneamento e prefeituras responsáveis pela distribuição, que precisam investir recursos em estrutura, detecção de problemas e manutenção das redes e tubulações. Da mesma forma, além de pagar pelos serviços prestados e pelo abastecimento, o cidadão pode ter prejuízos tanto na conta de água quanto na estrutura de seu imóvel devido a vazamentos.

Em matéria publicada pelo portal G1, Luana Siewert Pretto, diretora de relações institucionais e governamentais da Associação Brasileira dos Fabricantes de Materiais para Saneamento (Asfamas), comentou que ações como o combate mais efetivo aos furtos e investimento em materiais de qualidade, que suportem as exigências técnicas das redes de água com mais robustez e eficiência, garantem menos vazamentos e melhor aproveitamento dos recursos hídricos.

Exemplificando a atuação do poder público, a cidade de Cuiabá informou, em janeiro deste ano, que ações destinadas à manutenção e prevenção da rede proporcionaram a economia de 300 milhões de litros de água no ano de 2020. William Figueiredo, diretor-geral da Águas Cuiabá, afirma: “com os times engajados foi possível verificar e reparar mais de 24 mil vazamentos na cidade ao longo do ano de 2020. O investimento em tecnologias mais modernas direciona nosso trabalho cotidianamente”. A cidade seguiu instruções da Associação Internacional de Águas (International Water Association – IWA).

Atenção à rede e aos imóveis

Em relação aos imóveis, o gestor ambiental e consultor do marketplace especializado do Clube do Vazamento, Davi Capua alerta: “Os principais indícios de vazamentos é quando a conta de água chega com aumento no consumo, mudança na aparência das paredes e tetos com sinais de umidade, bolor e deformações na pintura. Afundamentos no piso também são indícios de vazamentos nos imóveis”. Para a questão das perdas na rede municipal, ele indica: “a pesquisa de vazamentos não visíveis por geofonamento é fundamental para localização dos vazamentos que, uma vez localizados e reparados pontualmente, ajudam a reduzir os índices de desperdício na rede municipal, por exemplo”.

Ainda em matéria do portal G1, Édison Carlos, presidente do Instituto Trata Brasil, informa que entre 60% e 70% das perdas devem-se a vazamentos. As demais ocorrem devido a roubos, problemas de medição e fraudes. Ele indica que a substituição de hidrômetros é importante, pois os modelos mais antigos marcam ar e não água ou mesmo são imprecisos na identificação dos gastos de famílias e empresas.

Profissionais especializados em pesquisa e detecção de vazamentos, discutirão soluções em evento

Visando reunir profissionais de caça vazamentos de todo o país para trocar experiências, disseminar conhecimentos sobre tecnologias mais recentes no combate a perdas de água, tanto na parte condominial como no saneamento, assim como promover o networking entre os participantes, ocorrerá em São Paulo, no dia 26 de novembro de 2021, o 1º Encontro Nacional do Clube do Vazamento.

Segundo o organizador, Leo Caprara: “Será um encontro com profissionais de todo o Brasil que resultará em um grande acréscimo de conhecimento para todos. A troca de informações entre profissionais especializados em caça vazamentos de diversas regiões pode abrir novos horizontes e gerar muitas ideias e soluções para o mercado hídrico e, desta forma, contribuir ainda mais com a preservação do meio ambiente e com a economia, encontrando novas maneiras de combater o desperdício de água”, finaliza.

A participação é gratuita e a inscrição pode ser feita através do link: https://eventos.vazamento.club/encontro-nacional-do-clube-do-vazamento-2021

Website: https://eventos.vazamento.club/encontro-nacional-do-clube-do-vazamento-2021

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.