Mercado de beleza ganha foco e registra aumento na pandemia

Rio de Janeiro 16/12/2021 –

O mercado de beleza registrou crescimento mesmo durante a pandemia. Na contramão da crise econômica dos últimos dois anos, foi um dos menos afetados e um dos que continua a crescer com dados promissores

O mercado de beleza registrou crescimento durante a pandemia, na contramão da crise econômica. Segundo a Euromonitor, a evolução do mercado de higiene e beleza (H&B), demonstra que o crescimento em 2020 foi de 4,7% e a projeção para este ano é de aproximadamente de 4,6%. As vendas totais da categoria devem atingir R$ 128 bilhões em 2021. 

A nova modalidade de trabalho remoto, também levou a população recorrer a compras digitais e a indústria da beleza foi uma das que abocanhou uma fatia do e-commerce no país. Foram centenas de lançamentos de cosméticos, maquiagens, acessórios e produtos de embelezamento. De acordo com a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), as transações online, nos seis primeiros meses do ano passado atingiram a marca de R$ 105,6 bilhões, com alta de 107,4%, registrada no setor de beleza.

O setor de franquias confirma a informação de que o mercado da beleza tem se mostrado promissor e lucrativo, com registro de resultado positivo durante 2020. Estudo realizado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) mostrou que as marcas do ramo de saúde, beleza e bem-estar faturaram cerca de R$ 34,7 bilhões, representando uma variação no faturamento de 3,9%, se comparado ao mesmo período entre 2018 e 2019.  

A designer e micropigmentador Fátima Bahia é outro exemplo do aquecimento do mercado de beleza. A empresária viu suas clínicas de micropigmentação de sobrancelhas quase dobrarem a demanda de serviços, em 2021. A especialista é uma das pioneiras no mercado de sobrancelhas, autora da técnica milimétrica fio a fio (lançada há 20 anos) e da milimétrica 3D, ao lado da filha, sócia e visagista Raphaella Bahia.

Ela conta que mesmo com a pandemia, a empresa continuou crescendo em números e em novos clientes, à procura de alternativas para embelezamento da região dos olhos, especialmente devido ao uso das máscaras. “O olhar sempre foi fator determinante da beleza universal, as sobrancelhas e cílios, desde a antiguidade exercem uma função importante de expressão, e na pandemia ficaram ainda mais em evidência ”, explica Fátima Bahia.

Outros dados chamam atenção. O setor de beleza finalizou 2020 com um crescimento de 5,8%, de acordo com a ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos), e vem se consolidando cada vez mais, de forma equilibrada.

“A mulher brasileira é muito vaidosa e dificilmente se descuida, mesmo diante das crises. O orçamento de beleza, ocupa um lugar certo nas despesas mensais, principalmente àqueles ligados ao rejuvenescimento e a autoestima”, explica a especialista Raphaella Bahia.

Mas quem pensa que os homens não fazem parte deste cenário se engana. Segundo relatório da Research & Markets, a previsão é que o mercado global de beleza masculina chegue aos US$ 78,6 bilhões em 2023. O mercado brasileiro é o segundo maior do mundo, atrás apenas dos EUA. “Os homens também cuidam das sobrancelhas, para dar um ar mais jovial e harmônico ao rosto, eles têm o mesmo direito à beleza e o mercado da estética agradece”, finaliza Fátima Bahia.

Website: http://www.frmicrocenter.com.br

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.