Grupo MM fala dos desafios do mercado de eventos na retomada ao mundo presencial

O reaquecimento do setor de eventos é uma realidade esperada por todos os players do setor. O atual desafio, conforme Meire Medeiros, CEO do Grupo MM, uma das maiores empresas do setor de eventos corporativos no Brasil, é reformatar o mercado, a partir das novas ferramentas e tecnologias desenvolvidas durante a pandemia, e mesmo das expectativas de clientes em termos de planejamento, criação, produção, execução e fechamento.

“Ao mesmo tempo em que havia uma forte demanda reprimida, os clientes também passaram por restrições financeiras, e hoje querem orçamentos mais ajustados de acordo com a nova realidade”, afirma Luis Henrique Ferreira, diretor operacional.

“Se, durante cerca de dois anos a solução provisória encontrada pelo setor foi promover eventos on-line, esse conhecimento, que provocou uma verdadeira revolução no mercado de eventos precisa, agora, migrar para o mundo presencial”, observa Meire Medeiros, CEO do Grupo MM.

O desafio agora, segundo Meire é reformatar o mercado, a partir das novas ferramentas e tecnologias que foram criadas durante a pandemia e mesmo das expectativas dos clientes em termos de planejamento, criação, produção, execução e fechamento. “Muitos ainda têm receio deste contato presencial e direto. Por isso, precisamos garantir a segurança necessária para que as pessoas possam embarcar nas novas vivências e experiências, que são os grandes atrativos para que as pessoas deixem suas casas e ambientes de trabalho, e possam alavancar e fechar novos negócios”, completa a CEO.

Criatividade – No período de fechamento e distanciamento social, quando o setor enfrentava a maior crise de sua existência, o Grupo MM contabilizou um total de 1900 eventos não presenciais. “Mas nada substitui o contato pessoal e a possibilidade de junto com as pessoas no mesmo espaço físico”, acredita Meire Medeiros.

O longo período de retração do setor trouxe ao Grupo MM a certeza de que agora é preciso oferecer criatividade, soluções disruptivas, atrativos diferenciados, espaços exclusivos e funcionais e, serviços que atendam à necessidade dos clientes.

Alguns insights da diretoria do Grupo MM indicam o que pode ser tendência neste novo momento: “Ideias, conceitos e propósito devem se sobressair à tecnologia, suprindo tanto as necessidades emocionais, como as de status dos clientes. Experiências omnichannel também aparecem como fundamentais para o engajamento, principalmente quando se relacionam com os propósitos de vida e as emoções dos participantes” finaliza.

“Podemos estabelecer quatro tipos de eventos”, diz Ana Carolina: os de lançamento, os exclusivos, mini meetings e internos. “Independentemente do tamanho, é importante que possamos nos apropriar cada vez mais do pensamento estratégico e da inteligência de dados, para obtermos um direcionamento criativo e operacional adequado a cada evento”.

“A vantagem é ser uma agência 360º para eventos corporativos, que reúne um time multidisciplinar e conta com toda a estrutura necessária e expertise para entregar experiências completas e resultados sustentáveis”, explica Ana Carolina.

Transformação e visão 360° são as combinações que fizeram com que o Grupo MM conseguisse absorver as necessidades dos clientes, mediante às mudanças ocasionadas pela pandemia, e dentro de seu portfolio criar novas experiências, com planejamento e versatilidade. O resultado foi um total de 1900 eventos realizados online, em um momento em que o setor enfrentava a maior crise de sua existência.

Comentários estão fechados.