A Associação União e Luta do Moradores do Centre Ville ingressou com ação ao Promotor de Justiça Fábio Henrique Franchin para suspender os tramites que regulariza o Conjunto Residencial Centreville em Santo André até que se realizem todos esclarecimentos necessário por parte da Prefeitura Municipal e a CDHU, principalmente no que tange o pagamento do terreno, uma vez que havia sido pactuado a cobrança no valor de 15% do valor venal.

Na ação judicial, a Associação cobra o compromisso do Secretário Fernando Marangoni que na Câmara de Vereadores, fez uso da Tribuna e em sua fala o Sr. Secretário afirma ter recebido a proposta da Associação e que este seria o parâmetro de cobrança, chegou a dizer: “o preço não será sugerido, iremos trabalhar com a proposta da Associação…se possível para menos”, afirmou.

“Fomos surpreendidos que o valor da cobrança seria 15% sob a renda bruta mensal de cada morador, pois seria cobrado 15% do valor venal do terreno, na oportunidade não entregaram à Associação nenhum descritivo do projeto, desta forma, entendeu-se que estava pactuado o valor de 15% do valor venal do terreno”, destaca a petição.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.