Ciclo de Debates marcam a Semana Nacional pela Democratização da Comunicação

Como parte da programação da Semana Nacional pela Democratização da Comunicação, que neste ano ocorre entre os dias 15 e 21 de outubro, o Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé preparou um ciclo de debates para discutir mídia e as graves crises política, econômica e social pelas quais passa o país.

Serão três noites de atividades, nos dias 16, 18 e 20 de outubro, sempre às 19h. Confira a programação e garanta a sua inscrição:

16 de outubro:

Crise política e o papel da mídia

– Sérgio Lírio, diretor da Carta Capital;

– Eleonora de Lucena, jornalista e ex diretora-executiva da Folha de S. Paulo;

– Rodrigo Vianna, jornalista e autor do blog Escrevinhador

***

18 de outubro:

A imprensa e a badalada recuperação da economia

– Leda Paulani, professora da Faculdade de Economia e Administraçao da Universidade de São Paulo (USP) e ex-secretária Municipal de Planejamento da cidade de São Paulo;

– Marilane Teixeira, economista, pesquisadora do CESIT/IE-Unicamp, assessora sindical e membro do Fórum Permanente em Defesa dos Direitos dos Trabalhadores Ameaçados pela Terceirização);

– Marcio Pochmann, professor da Universidade de Campinas (Unicamp), ex-presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e presidente da Fundação Perseu Abramo

***

20 de outubro:

Os efeitos da midiática Operação Lava-Jato

– Eugênio Aragão, ex-ministro da Justiça e subprocurador e procurador aposentado;

– Paulo Moreira Leite, jornalista e autor do livro A Outra História da Lava-Jato;

– Valeska Zanin, advogada de Lula

INSCRIÇÕES

Para garantir presença no Ciclo, basta preencher o formulário e realizar o pagamento através PagSeguro. O valor para participar de todo o ciclo é de R$ 50, enquanto o custo individual de cada debate é de R$ 20. A sede do Barão de Itararé está situada na Rua Rego Freitas, 454, conjunto 83, próxima ao metrô República.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.