Como manter a influência pelo medo

A queda de Dilma Rousseff e a retirada de seu partido do poder levaram a determinados grupos e movimentos que construíram sua identidade no antipetismo a procurarem outro ”inimigo” para poderem manter sua influência sobre uma parte do público que os segue desde o processo de impeachment. Ao que tudo indica, esse novo fator agregador tem sido uma visão distorcida da sexualidade, o quepode se verificar pelas acusações infundadas de crimes sexuais envolvendo artistas nas últimas semanas. Isso pode se transformar em uma espécie de ”macarthismo tupiniquim”: que, ao invés de acusar inimigos de comunistas, como como ocorreu nos Estados Unidos da década de 50, encontram pedofilia em todos os lugares… – Veja mais em https://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2017/10/02/do-antipetismo-ao-falso-moralismo-como-manter-a-influencia-pelo-medo/

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.