Economia brasileira recua 0,38% em agosto, aponta ‘prévia do PIB’

Em relação ao mesmo mês de 2016, alta é de 1,46%. No ano, IBC-BR acumula crescimento de 0,42%

A economia brasileira, medida pelo IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central – Brasil), considerado a prévia do PIB (Produto Interno Bruto), recuou 0,38% na passagem de julho para agosto. No mês anterior, havia crescido 0,36% (dado revisado). Em comparação a agosto de 2016, a alta é de 1,46%.

Em 12 meses encerrados em agosto, o indicador acumulada queda de 0,89%. No ano, alta é de 0,42%. O IBC-Br (íntegra) foi divulgado nesta 4ª feira (18.out.2017) pelo Banco Central.

Divulgado mensalmente desde 2010, o IBC-Br é uma medida antecedente da evolução da atividade econômica. Incorpora estimativas para a agropecuária, a indústria e o setor de serviços, assim como os impostos sobre os produtos.

No 2º trimestre de 2017, a economia brasileira avançou 0,2% em relação ao mesmo período de 2016, conforme dados do PIB divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A melhora da atividade econômica, a criação de vagas de emprego e a redução dos juros e da inflação indicam a recuperação da economia brasileira.

Para este ano, a expectativa do mercado é de que a economia cresça 0,72%. É o que mostra o mais recente Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central nesta 2ª feira (16.out). Para 2018, a estimativa é de crescimento de 2,50%.

Com informações do Portal Poder 360

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.