A ex-ministra de Políticas para Mulheres do governo Dilma, Eleonora Menicucci, teve seu recurso atendido em segunda instância nesta terça-feira 24 no processo movido por Alexandre Frota, que pedia R$ 10 mil em indenização pelo fato de Eleonora ter se referido ao ator como alguém que fez apologia ao estupro.

Em 2014, Frota relatou no programa de entrevistas de Danilo Gentili, no SBT, ter violentado uma mãe de santo, que desmaiou em decorrência da pressão que ele fez em sua nuca durante o ato. Os dois riram da história. Eleonora fez então uma crítica ao ministro da Educação, Mendonça Filho, por receber em seu gabinete, dois anos depois, alguém que havia feito apologia ao estupro.

A ex-ministra foi condenada em maio por uma juíza a pagar a indenização ao ator pornô.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.