Hortifrúti sobe, mas cesta básica permanece estável

Pesquisa realizada semanalmente pela Craisa apontou pequena queda de 0,35% na média de preços; batata apresentou maior alta do período
Apesar da alta de 21,02% no preço da batata, o valor da cesta básica composta por 34 produtos permaneceu praticamente estável nesta semana, apresentando apenas uma queda mínima de 0,35% na média dos preços, segundo pesquisa realizada pela Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André). O resultado é típico do comportamento dos mercados durante a segunda quinzena do mês, quando acontecem diversas promoções com o objetivo de atrair clientes em um período do mês em que a população está com menos dinheiro. Do grupo de produtos pesquisados, 18 apresentaram queda, 15 apresentaram alta e um permaneceu estável.

Entre as altas, a batata foi responsável pelo maior aumento (21,02%), resultado da grande quantidade de chuvas nesta época do ano, já que o tubérculo é subterrâneo e a colheita é impraticável com o solo encharcado, de acordo com o engenheiro agrônomo responsável pela pesquisa, Fábio Vezza de Benedetto. O alface que também foi prejudicado pelas condições climáticas, com alta de 6,06%, também teve destaque segundo Benedetto. “As chuva prejudicam a cultura com a ocorrência de doenças fúngicas que acarretam perdas na produção, justamente no período em que o consumo de salada aumenta por conta do calor. E como o preço dos alimentos altamente perecíveis depende diretamente da função oferta em relação a demanda, os preços de hortaliças folhosas historicamente sobem nesta época” , explicou.

Entre as quedas, o principal destaque é o tomate que ficou 9,77% mais barato, seguido pela cebola, com queda de 8,68%. Também ficaram mas baratos o feijão, com preços 3.53% menores, seguindo tendência de queda após apresentar grande alta de preços em 2016, e o leite integral , com preços em média 5,08% mais baixos. O resultado é que o custo médio da cesta básica, que era de R$ 565,70, entre 16 e 22 de janeiro, passou para R$ R$563, 71 esta semana (22 a 29 de janeiro), proporcionando ao consumidor uma economia de R$ 1,99 em relação à última semana pesquisada.

Os dados da cesta básica são o resultado da pesquisa semanal feita pela Craisa em 17 super e hipermercados das cidades de Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá e Ribeirão Pires. Foram feitas 578 tomadas de preço nessa semana, sendo que a pesquisa é baseada no consumo de quatro pessoas, dois adultos e duas crianças, em um período de 30 dias.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.