Livro Castellani conta a história de jovem operário morto em 1919

O livro sobre Constantino Castellani, tecelão da fábrica Ipiranguinha assassinado pela Força Pública em Santo André, ganha 2ª edição, revista é ampliada.

Aos 18 anos, Constantino, junto com outros companheiros, fundou a Liga Operária, uma espécie de central anarcossindical que congregava várias profissões, como canteiros, tecelãs e marceneiros. A luta por redução de jornada, melhores salários e condições de trabalho culminou no seu assassinato, em 5 de maio de 1919.

O autor é o pesquisador Jairo Costa, idealizador do ano Castellani e fundador da Revista Mortal e da editora Estranhos Atratores.

Mais informações e compra do livro na página do http://facebook/editoraestranhosatratores.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.