O presidente Michel Temer estava programando uma viagem para Roma esta semana, onde pretendia participar das solenidades de canonização dos mártires de Cunhaú e Uruaçu, no Vaticano.

Os mártires de Cunhaú e Uruaçu ou Protomártires do Brasil, é o título dado pela igreja católica aos cristãos martirizados, no interior do Rio Grande do Norte, em 1645.

Foram beatificados pelo Papa João Paulo II em 5 de março de 2000. E no dia 23 de março de 2017 o Papa Francisco autorizou a canonização.

A cerimônia de canonização pelo Santo Padre, o Papa Francisco, acontece na próxima terça-feira (15).

Temer pretendia tirar proveito do evento religioso e aparecer ao lado de Francisco.

A audiência foi negada.

Com informações Jornal da Cidade

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.