Em votação mais apertada do que o esperado, José de Filippi Júnior venceu a eleição em Diadema, no ABC paulista. Com todas as urnas apuradas, o petista teve 106.849 votos (51,35%), ante 101.231 (48,65%) do empresário Taka Yamauchi (PSD).

Com isso, o PT volta ao comando do município após quatro anos. Filippi governará a cidade pela quarta vez. A legenda venceu também em Mauá.

Com 63 anos, o petista formou-se em Engenharia Civil pela Universidade de São Paulo (USP) em 1979. Fez pós-graduação na área de políticas públicas em Harvard, nos Estados Unidos (2010). Filiou-se ao PT em 1981. Foi eleito prefeito pela primeira vez em 1992. Deputado estadual em 1998, prefeito mais duas vezes (2000 e 2004). Em 2010, tornou-se deputado federal.

Entre 2013 e 2015, ocupou a Secretaria Municipal de Saúde em São Paulo, na gestão de Fernando Haddad. Sua coligação inclui Avante, Patriota, PL e SD. A vice é a professora e empresária Patrícia (Patty) Ferreira, também do PT.

No primeiro turno, no dia 15, Filippi teve 92.670 votos (45,65%) e Yamauchi, 31.301 (15,42%). A abstenção, que somou 25,95%, aumentou na segunda rodada: 29,15%. Votos em branco somam 3,36% e nulos, 7,42%.

Mauá

Outra disputa equilibrada se deu em Mauá, confirmando mais uma vitória petista. Com a apuração concluída, Marcelo Oliveira recebeu 91.459 votos (50,74% dos válidos) e o atual prefeito, Átila Jacomussi (PSB), 88.783 (49,26%).

A abstenção chegou a 28,26%. Votos em branco somaram 5,04% e nulos, 12,99%.

Marcelo Oliveira, 48 anos, é formado em Processos de Produção. Foi metalúrgico da General Motors, diretor do sindicato da categoria em São Caetano e da federação estadual (FEM-CUT). Também foi presidente da Câmara mauaense.

O atual prefeito ficou cinco meses afastado, de abril a setembro de 2019, por decisão da Câmara, por crime de responsabilidade. Chegou a ser preso por suposto desvio de verba da merenda

Em Santo André e São Bernardo, as eleições foram decididas no primeiro turno. Vitórias de Paulo Serra e Orlando Morando, ambos reeleitos e do PSDB. Em São Caetano, outra vitória tucana, do atual prefeito, José Auricchio Júnior. Mas o caso ainda está sub judice. Ele teve a candidatura negada na primeira instância da Justiça Eleitoral e concorreu devido a uma decisão provisória na segunda (TRE-SP).

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.