A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) cortou, desde ontem (18), 10% do fornecimento de água para Mauá.

A autarquia mauaense foi notificada em 10 de agosto de que teria até o dia 15 do mês passado para quitar dívida de R$ 1,8 bilhão. O débito, de acordo com a Sabesp, acumulou-se ao longo dos anos porque a Sama não faz o pagamento integral das faturas de água e desembolsa entre 2% e 4% dos valores totais.

De acordo com a notificação enviada à autarquia mauaense, o prazo para quitar o débito é de cinco dias a contar da data de recebimento. “Na hipótese de manutenção da inadimplência por parte da autarquia, ficam desde já notificados que, em 30 dias, a contar do esgotamento do prazo citado, a Sabesp reduzirá em 10% o fornecimento de água, conforme previsto em contrato”, dizia o documento.

Segundo informações da Sama, o volume de água fornecido atualmente é de aproximadamente 1.050 litros por segundo, e já não é o suficiente para a demanda do município.

Com informações do Diário Regional

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.