Sindicato levou a proposta de reajuste salarial integral, aprovada em assembleia, mas a Administração disse que não têm condições em honrar

Terminou sem avanço a rodada de negociação da Campanha Salarial entre o Sindserv Santo André, a Comissão de Servidores e a Prefeitura, realizada na manhã desta quarta-feira(25), no Paço.

Na ocasião, o Sindicato levou a proposta de reajuste salarial integral, aprovada em assembleia da categoria, mas a Administração disse que não têm condições em honrar. A Prefeitura manteve a proposta de parcelamento do reajuste, sendo: 2 % em janeiro de 2018 e 2,57% em janeiro de 2019, com garantia de que em todas as datas bases terá o mínimo percentual inflacionário e a manutenção das outras cláusulas.

Durante a rodada, a Administração falou das dificuldades orçamentárias neste ano e justificou que o município de Santo André apresentou proposta “melhor” em comparação às cidades da região do ABCD.

O Sindicato cobrou também uma resposta sobre a incorporação de 150 reais aos salários, pisos e sobre as melhorias propostas em 76 cláusulas econômicas e sociais do Acordo Coletivo de Trabalho. Sobre a incorporação, o secretário de finanças, Fernando Gomes, disse que no ano que vem voltará à conversa sobre essa possibilidade até a data base da categoria, 1º de abril.

Mobilização e Assembleia

A Direção do Sindserv Santo André disse que consultará a categoria, por meio de uma assembleia que será convocada nos próximos dias. “Não esperávamos essa resposta. É uma negociação difícil, mas os servidores já demonstraram que estão mobilizados e dispostos a lutarem pelos seus direitos. Convocaremos uma assembleia e a decisão tomada pelo funcionalismo andreense nós acataremos” frisa a direção do Sindicato.

 

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.