Presidente Michel Temer será denunciado nesta quinta-feira (18/09) por organização criminosa e obstrução judicial.

A peça tem de mais de 200 páginas e a previsão é que seja apresentada até o fim da tarde desta quinta-feira e também deverá ser denunciada toda a cúpula do PMDB.

Temer já foi carimbado como chefe do quadrilhão do PMDB e beneficiário de propinas de R$ 31,5 milhões pela própria Polícia Federal. Do quadrilhão, já foram presos Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima e Henrique Eduardo Alves. Estão soltos Eliseu Padilha e Moreira Franco, porque têm foro privilegiado.

Nessa parte da acusação, o delator Lúcio Funaro afirma que vendeu seu silêncio ao empresário Joesley Batista, que gravou Temer pedindo que essa operação de obstrução judicial fosse mantida.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.