Transformação digital é debatida em evento do Banco do Nordeste

As melhorias nos processos de crédito e a disrupção, inovação e transformação no setor bancários foram debatidas durante o Encontro de Trabalho 2022, em Fortaleza (CE), que abriu as comemorações dos 70 anos do Banco do Nordeste (BNB). O evento, realizado na última segunda-feira, foi aberto pelo presidente do banco, José Gomes da Costa, e marcou o lançamento da campanha de aniversário do banco e do novo portal da instituição. Luiz Falbo Di Cavalcanti, CEO do KALEA, fintech de crédito hospedada no laboratório de inovação do Banco do Nordeste, participou do encontro e falou sobre bancos e fintechs, em um painel sobre melhorias nos processos de crédito. O cientista Silvio Meira, presidente do Conselho de Administração do Porto Digital, também foi um dos participantes e fez uma palestra sobre a transformação digital do mercado financeiro. 

Com o tema “Bancos e fintechs: cooperar para construir o futuro”, Luiz Falbo falou sobre como os dois tipos de instituições e empresas unidas podem influenciar positivamente na construção de melhores jornadas para os usuários, melhores experiências para os clientes, redução de custos, aumento de rentabilidade e redução de burocracia. “Para que isso aconteça, é preciso entender que há espaço para todos, desde que esse espaço seja focado em atender às expectativas dos clientes”, comentou Luiz Falbo. O KALEA é uma fintech que integra empresas com instituições financeiras potencializando o fornecimento de crédito.

No caso do KALEA, que é um hub de crédito, é possível cooperar com instituições financeiras através de processos específicos, que são complementares aos bancos. “E, assim, as fintechs podem ajudar essas instituições a se relacionar com os clientes da forma que é esperada atualmente”, comentou Luiz Falbo.

Segundo Luiz Falbo, essa relação entre bancos-fintechs já se encontra em um segundo momento, onde ambos estão descobrindo que não adianta concorrer entre si, e deixar o cliente de lado. Através de pesquisas recentes do KALEA, foi constatado que os próprios clientes já indicam ter uma grande expectativa de que a união de bancos com fintechs possa gerar uma melhor experiência para o usuário, bem como redução de custo e ganho de agilidade

No painel em que participou o KALEA no Encontro de Trabalho 2022 sobre Melhoria nos Processos de Crédito, participaram também Leonardo da Hora, da Superintendência de Recuperação de Crédito do BNB e Romildo Oliveira, da Superintendência de Concessão de Crédito do BNB, com moderação de Pedro Emírio, Superintendente Regional de Pernambuco do BNB.

Em seguida, em um painel sobre “Disrupção, inovação e transformação no setor bancário”, Silvio Meira, cientista, professor e presidente do Conselho de Administração do Porto Digital, fez uma palestra. “Eu e Silvio falamos sobre temas convergentes: eu sobre a cooperação entre bancos e fintechs, e, ele, sobre a transformação digital do mercado financeiro. É uma grande satisfação poder estar falando sobre esse tema no mesmo dia e palco que Silvio Meira”, comentou Luiz Falbo.

Laboratório

Diretamente do Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas (LIFT LAB) do Banco Central, o KALEA faz a conexão entre empresas e instituições financeiras, promovendo maior acessibilidade ao crédito, agilidade e desburocratização. Para tanto, sua inteligência artificial estrutura os perfis empresariais e dados cadastrais das empresas, de forma a apresentar seus indicadores de performance e desempenho às Instituições financeiras, só identificando-a aos agentes financeiros quando houver interesse e autorização de sua parte.

Assim, a fintech atua reduzindo a burocracia, os riscos e os custos de crédito para ambos os lados, promovendo um crédito mais direcionado ao perfil e necessidades de cada empresa, enquanto promove uma jornada de crédito mais competitiva para as Instituições Financeiras. As empresas podem ter uma assessoria de crédito automatizada pela inteligência artificial do KALEA, colocar as empresas ao alcance de diversas possibilidades de crédito, e só pagar pela assessoria do KALEA caso resolva efetivamente contratar alguma proposta de crédito que seja interessante para o negócio.

Desde que começou a operar, em 2019, o KALEA já intermediou mais de 95 milhões de propostas de crédito, somando cerca de R$ 50 milhões, com conversão de cerca de 4%.O Kalea atende desde microempreendedores individuais (MEIs) até negócios com faturamento de R$ 500 milhões anuais.

Aniversário

 Este ano, em julho, o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) completa 70 anos de existência, com o desafio de cumprir a sua missão de reduzir as desigualdades e contribuir com o desenvolvimento da região. O BNB foi fundado em 19 de julho de 1952, com sede em Fortaleza (CE). Hoje atua em em cerca de 2 mil municípios, abrangendo os nove estados da Região Nordeste (Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia), o norte de Minas Gerais (incluindo os Vales do Mucuri e do Jequitinhonha) e o norte do Espírito Santo.

Comentários estão fechados.